Empréstimo Pessoal, maneiras segura de contratar

Quem nunca esteve preso a uma dívida e teve que procurar um empréstimo pessoal? Ok, acontece! Tudo bem, mas você precisa ter cuidado para não se envolver nesse tipo de empréstimo. É por isso que eu separei algumas dicas para não acabar em um buraco. Veja!

01 – Taxas de empréstimo pessoal muito baixa

Embora possa parecer óbvio para alguns, ainda muito quando se trata de empresas confiáveis ​​que oferecem muitos empréstimos abaixo das taxas de mercado.

É necessário investigar, verificar se a empresa realmente existe e investir no máximo de informações possível.

Você já ouviu esse ditado: “Se a esmola é demais, os santos suspeitam?” Este também é o caso dos empréstimos.

Você precisa fazer muita pesquisa sobre a empresa que deseja emprestar para ver se ela realmente existe.

Uma forma comum de fraude dessa maneira é solicitar um adiantamento para a emissão do empréstimo. Não existe!

você também vai gostar

02 – Pesquise sobre seu empréstimo pessoal

Para solicitar um empréstimo, algumas coisas podem ficar fora de controle; portanto, mesmo quando você recebe crédito, pense em como chegou lá.

A ideia principal é analisar suas despesas e colocar cada centavo (até café para o trabalho) em papel, planilhas ou algum outro método que funcione para você.

Isso ajuda você a honrar seus pagamentos de empréstimos antecipadamente e atualizar suas contas.

03 – Consiga um empréstimo para quitar dívidas caras

Procurar empréstimos com juros mais baixos para quitar dívidas caras é uma saída. Esse conselho pode parecer estranho, mas é mais fácil pagar novas dívidas a taxas de juros mais baixas do que aumentar dívidas caras todos os dias.

Portanto, mesmo se ainda houver uma dívida, será mais fácil de controlar.

No entanto, é importante ter em mente que existem diferentes tipos de empréstimos e sempre vale a pena pesquisar todos eles para verificar se você faz parte de um grupo que poderia se beneficiar de empréstimos contratuais.

04 – Compare CET

Algumas instituições podem não informar o valor real do seu empréstimo pessoal, pois você precisa calcular todos os custos que o banco cobra (taxas, seguros e taxas de registro), além dos custos de crédito.

Portanto, antes de assinar o contrato, analise não apenas a taxa de juros, mas também o custo real total de sua negociação.

De fato, compare o CET de uma empresa com outra, porque a empresa com as taxas de juros mais baixas pode não ser a melhor para você.

05 – Preste atenção ao padrão do empréstimo pessoal

Ao concluir um contrato de empréstimo pessoal, você pode tentar entender se realmente pode pagar as dívidas.

Se você não pagar a tempo, pode causar uma série de complicações por padrão, incluindo manchar seu nome.

Quando você não pagou as parcelas, corre o risco de não conseguir obter um empréstimo de outra instituição.

06 – As chamadas “Vendas casadas”

Como em outros setores, não fale sobre a necessidade de alugar outro produto para obter crédito.

Esta medida é estritamente proibida pelo Código de Defesa do Consumidor (Artigo 39 (I)) e constitui uma violação das relações com os consumidores.

Como consumidor, você tem o direito de comprar apenas o que solicita, sem precisar concluir a compra de outros itens.

Conheça a maquininha Safrapay

07 -Taxa de juros do seu empréstimo?

Se você solicitar um empréstimo com uma taxa de juros muito alta, a dívida inicial se tornará ainda mais cara, o que prejudica seu orçamento pessoal ou familiar por vários anos.

Não é isso que queremos, é? Portanto, antes de assinar qualquer coisa, verifique a taxa de juros cobrada pelo valor que deseja cobrar.

Empréstimo pessoal que tenta fornecer soluções adequadas para quem solicita um empréstimo com uma taxa de juros mais justa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *